quarta-feira, 4 de julho de 2012


“Não vou te pedir desculpas pelo que eu sou ou pelo que deixei de ser. Por muito tempo tempo dei um passo pra frente e dois pra trás por medo de mostrar quem realmente eu sou, e essa história de ter uma máscara para se sentir bem nem cola mais. Me chamar disso não vai te fazer ser menos aquilo. Com as pedras que você joga eu construo um castelo do tamanho da sua ignorância.”

Sibilar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >