domingo, 4 de novembro de 2012

“Certo, eu gosto dele. Eu admito isto para mim mesma. Eu não posso esconder meu sentimento mais. Eu nunca me senti assim antes. Eu o acho atraente, muito atraente. Mas ele é uma causa perdida, eu sei, e eu suspiro com um pesar agridoce. Foi apenas uma coincidência, sua vinda aqui. Mas ainda assim, eu posso admirá-lo de longe, certamente? Nenhum dano pode resultar disto.” (50 tons de cinza)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >