quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

“Sempre achei bonito o modo como as pessoas se olham quando existe algo recíproco entre elas. Seja amor ou seja ódio, os olhares são exatamente iguais, mesma força, mesmo magnetismo. Quando se amam, os olhos parecem querer saltar e se abraçar no ar. Mesmo que seja no meio de tantos outros, eles procuram de todas as formas fazer com que seus olhares se cruzem, só pra tentar decifrar o que o outro tá sentindo. Mesmo que seja de longe, só pra se sentir mais perto do outro. Porque quando é amor mesmo, de verdade, ele se entrega primeiro no olhar.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >