sexta-feira, 31 de agosto de 2012


“Quem nunca chorou ouvindo tal música. Olhando pra tal foto. Lembrando de tal sentimento. Se dando conta de que tudo poderia ter sido diferente? E ao invés de sentir saudade, iria sentir orgulho. Mas nem sempre fazemos o que é certo, ou o que achamos que é certo. E acabamos destruindo tudo que construimos no decorrer da vida, colocamos tudo por água abaixo. Mesmo sem querer, mesmo por impulso. E colocamos sempre a culpa em alguém, mas não nos damos conta que ninguém consegue destruir a sua felicidade, é você mesmo que se auto-destrói.”

(Retrato Vazio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >