quinta-feira, 23 de agosto de 2012


“Talvez não seja amor. Talvez seja algo bem parecido ou talvez seja algum sentimento disfarçado. Vai que é paixão; aquelas paixões de verão. Mas pode ser carência. Isso, carência. Mas e se for falta de atenção? Se for uma necessidade extrema de um abraço apertado, de um beijo bem dado? Mas também pode não ser nada. E isso me preocupa. De todas as coisas possíveis. Só não pode ser ilusão. Não pode ser.”

Querido John

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >