terça-feira, 4 de setembro de 2012


“Na esquina em que se encontram corpo e alma
Há música ou silêncio, nada mais
Nada mais é definitivo na transição entre estações
Não há drama, nem comédia nem tragédia
Na hora incerta em que se beijam corpo e alma”

Humberto Gessinger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >