sábado, 22 de setembro de 2012

"Eu tenho mil anos e não sei te esquecer. Sabe quantas pessoas se passaram por cima da minha estrada nesse tempo? Sabe? Eu também não. Não prestei atenção em exatamente nem uma. Algumas até me chamaram atenção por causa dos olhos, dos cílios, das bundas ou da voz. Mas, o seu cheiro… A droga do seu cheiro. Nunca encontrei igual. Eu tenho mil anos e não sei esquece-lo. I don’t like other people. Nem presto atenção nelas. Até quando vou te amar? Até quando vou dar minha saliva e guardar a sete chaves meu coração para alguém que não virá?" (Yasmin Diniz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >