quarta-feira, 24 de outubro de 2012

“Se paramos para pensar nesses atritos do coração, em algum dos caminhos, numa das escolhas há a felicidade, mas é difícil mudar a vida por uma decisão sabendo que mais tarde a mesma poderá nos deixar tristes. Há um erro nisso tudo: Se a decisão é para me fazer feliz, por que a mesma pode me deixar triste? Nisso ninguém para pra pensar, porque é fácil se reprimir e continuar na dúvida sobre o que fazer e ter a vida parada, vendo a felicidade esperando do lado de fora da janela e a angústia se adentrando cada vez mais pela porta. Deixe essas coisas de lado e pense no que te faz feliz agora, independente do que pode acontecer de errado mais tarde. Não digo isso para que faça algo precipitado, não deixe de pensar em consequências, mas se essas não podem ser vistas ainda, mergulhe… mergulhe fundo… a felicidade está ai.” (Luiz Henrique, para dar um “empurrãozinho”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >