quinta-feira, 8 de novembro de 2012

“Eu quis que ele não soubesse meu nome, depois quis ter o dele logo depois do meu. Eu quis ele por uma aventura, uma risada, uma distração. Depois quis o colo dele para sempre. (Tati Bernardi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >