sábado, 3 de novembro de 2012

“Se você pudesse ver o que eu vejo em você, entenderia porque todo meu amor te pertence. Você é forte. Muito forte. Manipulador de todas as dores que carrega. Deve ser incrível ser você, e tu não percebe. É sempre tão criticado nas coisas que faz, sabe por que? Todos tem olhos pra você. Nada que venha de ti pode ser imperceptível, e algumas pessoas não sabem lidar com isso. Tu é dono de um brilho ofuscante, que me altera a visão parcialmente. Tu é toda a verdade de quem mente (…)” (Poeticências pra você, você e mais você)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >