segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

“Um babaca sempre dá pistas de que é um babaca. Não tem jeito ou santo que cure: quem nasceu pra ser babaca, vai morrer babaca. É fácil identificar homens dessa espécie - por mais que soe estranho, eles são uma espécie que cresce cada dia mais, acredite. Aquele cara que não retorna as suas ligações ou não reponde as suas mensagens, com toda a certeza do mundo, é um babaca. Que tipo de ser humano em sã consciência ignoraria uma mulher como você? A resposta é simples: babacas não pensam. Babacas não sabem dar valor ao que têm em mãos e, exatamente por isso, são chamados assim. Babaca é aquele outro cara que mente olhando nos seus olhos e quebra as promessas que faz, porque babaca que é babaca não tem peito estufado o bastante pra fazer valer a sua palavra. Os babacas geralmente são encontrados em lugares onde o nível de álcool e bunda são maiores. Porque, definitivamente, babaca que se preze não entra em livraria, mas passa cinco ou seis horas dentro de uma academia pra atrofiar o cérebro. Babaca que é babaca vai te ligar bêbado te querendo como última opção e, como se não bastasse, irá deixar isso claro. O babaca vai dizer que te ama até o momento em que o que você tiver pra oferecer não o servir mais. Babaca que é babaca vai te fazer sentir um lixo de pessoa, de mulher, de filha, de amiga. Babacas tem o instinto de arruinar a nossa vida, a nossa auto-estima e o nosso bem estar. Aquele cara que xinga uma mulher, que briga só por brigar e que ri dos outros em uma mesa de bar, não tem pra onde correr: é babaca. Porque babaca nunca admite ser babaca, mesmo sabendo que é. Assim como quem gosta de um babaca nunca admite gostar de um babaca, mesmo sabendo que gosta.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >