quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


Depois pensei que a gente só odeia quem a gente ama. E fiquei feliz. Pode me xingar quanto você quiser desde que isso signifique que você ainda gosta um pouquinho de mim. Minhas piadas, meu jeito de falar, até meu jeito de dançar ou de andar. Tudo é você.

(Tati Bernardi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

// >